Entre as ofertas de cursos estão os da área de vendas, as vitrines temáticas e, em especial, gastronomiaEntre as ofertas de cursos estão os da área de vendas, as vitrines temáticas e, em especial, gastronomia. Entre as ofertas de cursos estão os da área de vendas, as vitrines temáticas e, em especial, gastronomia.

É o caso do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que acredita em uma movimentação 20% maior neste ano ante o fim de 2015, de acordo com a gerente da unidade Centro, Caroline Alves, e está com 130 cursos para este último trimestre. As ofertas são para as áreas de vendas, vitrines temáticas e gastronomia - uma das mais procuradas.

"Toda a nossa programação de fim de ano é voltada para o Natal, apesar do nome dos cursos não trazer o assunto especificamente, na aula a professora ensina com técnicas voltadas para as festas de fim de ano", explica. Ela destaca que as temáticas campeãs são as que permitem a confecção de algum produto para a venda, como gastronomia e artes, mas avalia que os cursos que tratam sobre gestão de vendas para a época também contam com uma boa procura.

Para atender às demandas das festas de fim de ano, a cozinheira Márcia Gadelha fez um dos cursos oferecidos pelo Senac voltados para o Natal. Este será o primeiro ano no qual ela se prepara para faturar com a data auxiliando nas ceias. Em dezembro, ela pretende colocar em prática o que aprendeu nas aulas de preparação de peru e receber encomendas. "Hoje em dia, não se faz mais nada em casa. As pessoas já pedem tudo pronto para só montar a ceia", destaca Márcia, que também quer faturar fazendo bolos, tortas e sobremesas para a data.

Diversidade

As oficinas e cursos na Mil Ideias também já começaram a ser oferecidos. Para o fim de ano, há oportunidades de aprendizado na área de gastronomia, com o curso de cupcakes e trufas, bolos, tortas, salgados assados e biscoitos natalinos; de artesanato, com cartonagem, laço de fita em tecido para enfeites, curso de árvore de Natal de pintura em madeira, entre outros.

Segundo a programação, foram dez turmas em outubro e serão ofertadas mais dez em novembro. Arady Aguiar, proprietária da Mil Ideias, avalia que a movimentação deste ano quanto aos cursos deve ficar no mesmo patamar de 2015, mas destaca que as expectativas são boas e que, na página da empresa, os usuários "comentam e compartilham bastante as publicações sobre a programação".

"Na realidade, os cursos funcionam como uma solução. Se as coisas estão boas, ótimo! Se elas não estão boas, é preciso ir atrás de uma saída e esses cursos passam por uma solução, especialmente em crise, então eu acredito que não deve ter baixa na procura", analisa Arady. Apesar de a maior parte da demanda ser composta pelos que buscam uma forma de ganhar dinheiro, ela explica que há também quem procure os cursos de fim de ano como um hobby ou ainda para economizar na preparação das festas na própria casa, seja com a decoração ou com a comida.

"No caso do curso de árvore de Natal, às vezes é uma designer ou decoradora que vê nisso uma porta a mais para se reconectar com o ramo dela, com seus clientes, mas temos também pessoas que querem diminuir os custos das festas em casa ou ainda as que fazem como forma de terapia ou hobby".

Fonte: Diario do Nordeste